31 maio 2010

Tomates gratinados

Deliciosos, uma opção para a "saladinha" do dia-a-dia:

Ingredientes:
- 4 tomates longa vida grandes e firmes
- 1 cebola grande
- 2 colheres (sopa) rasas de alho picado
- hondashi a gosto
- aji-no-moto a gosto
- azeite de oliva extra-virgem

Modo de preparo:
- Forre uma assadeira com papel alumínio para facilitar a limpeza posterior.
- Corte os tomates em fatias de 1 cm de espessura e distribua sobre a assadeira.
- Triture a cebola num processador ou, se preferir, pique-a manualmente. Distribua uniformemente sobre cada fatia de tomate. Faça o mesmo com o alho picado.
- Polvilhe hondashi e aji-no-moto a gosto.
- Regue com azeite de oliva a gosto.
- Leve ao forno médio por 50 minutos.

Fica a seu critério servi-los quentes ou gelados. Eu, como não aguento ficar esperando, já como logo que sai do forno! Kkkkkkkkkkk………

Pudim de coco com crosta gratinada

Essa deliciosa sobremesa só não vai agradar aos que não gostam de coco!
A camada inferior fica com uma textura macia de pudim consistente, e a camada superficial, com uma crosta gratinada deliciosamente crocante, logo seguida de pedacinhos de coco, imaginem…..

Ingredientes:
- 1/2 xícara (chá) farinha de trigo
- 1 ovo extra grande
- 2 colheres (sopa) cheias de adoçante culinário
- 200 ml de leite desnatado
- 1 colher (sopa) cheia de manteiga
- 1 colher (sobremesa) rasa de fermento em pó
- 50g de coco seco fresco

Modo de preparo:
- Triture o coco num processador. Reserve. Se preferir, utilize o coco já ralado.
- Forre uma forma para pão de aproximadamente 8 x 22 cm com papel manteiga, ou unte e enfarinhe. Espalhe o coco triturado uniformemente por toda a forma.
- Coloque todos os ingredientes restantes no liquidificador, começando pelos líquidos. Bata até ficar tudo bem incorporado. Despeje na forma.
- Leve ao forno médio por 40 minutos ou até que espetando um palito ele saia limpo.

Aconselho deixar na geladeira - tampado ou protegido com filme plástico, para não ressecar - fica infinitamente melhor!

29 maio 2010

Mantecal com goiabada

Sempre que preparo mantecal, me lembro da minha mãe.
São recordações que vem em mente de muuuuitos anos atrás, da minha infância, quando ela preparava esse delicioso doce:

Ingredientes (para 12 unidades):
- 300 g farinha de trigo
- 125 g banha
- 3 colheres (sopa) cheias de adoçante culinário
- 1 mini-forminha para pudim de 7 cm de diâmetro com furo no centro
- 120 g goiabada

Modo de preparo:
- Coloque a banha numa tigela plástica e derreta-a grosseiramente no microondas, potência alta, por 40 segundos.
- Acrescente a farinha de trigo e o adoçante culinário, e misture tudo muito bem.
- Pegue pequenas porções da massa e vá acomodando até a metade da mini-forminha, ou até atingirem a altura de aproximadamente 1 cm, apertando-a bem para não esfarelarem com facilidade.
- Passe uma faca de ponta fina entre a massa e a mini-forminha, para que a massa se desgrude fácilmente. Em seguida bata a mini-forminha na mesa, de cabeça para baixo, para que a massa se solte totalmente dela.
- Faça o mesmo procedimento com o restante da massa, e com cuidado, vá acomodando cada uma delas numa assadeira. Se preferir, utilize uma espátula para manusear a massa moldada. Não é necessário untar a assadeira.
- Leve para assar em forno médio por 20 minutos, ou até que se forme uma faixa levemente dourada na face inferior dos mantecais. Atenção: a parte superior e as laterais permanecem claras.
- Derreta a goiabada no microondas, potencia alta, por 40 segundos. Com o auxílio de uma colher de café, vá preencheendo o orifício central de cada mantecal. Cuidado ao manuseá-lo quente, pois ele é bem frágil. Aguarde esfriar bem e guarde em potes tampados.

É muito simples e rápido de ser feito. Se não quiser utilizar a mini-forminha como molde, pode moldá-lo à mão, no formato desejado.
Pode também recheá-lo com a goiabada, antes de levar ao forno - também fica muito bom!
Uma ótima sugestão de lembrancinha, os mantecais podem ser embalados em celofane e finalizados com um lacinho de cetim.

Empadinhas de takenoko, shimeji e shiitake

Meu último pacotinho do estoque de takenoko…..
Snif!!!!!
Mas também caprichei, viu!
Preparei umas empadinhas bem exóticas pra comer com os olhos, com o nariz e com a boca!

Ingredientes da massa:
- 600 g farinha de trigo
- 250 g banha
- 1/2 lata de guaraná diet
- 1 colher (sopa) cheia de manteiga
- 1 colher (café) rasa de sal
- 20 forminhas para empada de 7 cm de diâmetro
- 1 gema pequena de ovo para pincelar

Modo de preparo da massa:
- Coloque a banha numa tigela plástica e derreta-a grosseiramente no microondas, potência alta, por 1 minuto.
- Acrescente a manteiga e o sal e misture bem.
- Acrescente o guaraná e a farinha misturando bem, até ficar tudo incorporado, mas sem sovar a massa.
- Vede a tigela com filme plástico, e deixe na geladeira enquanto prepara o recheio.

Ingredientes do recheio:
- 350 g takenoko aferventado por 15 minutos
- 200 g shimeji fresco
- 100 g shiitake hidratado ou fresco
- 1 cebola média
- 20 azeitonas verdes médias
- 1 copo (americano) leite desnatado
- 2 colheres (sobremesa) rasas de amido de milho
- 1 colher (café) rasa de sal
- 1 colher (café) rasa de aji-no-moto
- 1/2 colher (café) rasa de pimenta do reino
- óleo de soja

Modo de preparo do recheio:
- Se for utilizar o shiitake desidratado, deixe-o de molho na água por 4 horas.
- Retire os caroços das azeitonas. Reserve.
- Dissolva o amido de milho no leite desnatado. Reserve.
- Pique separadamente o takenoko, o shimeji, o shiitake e a cebola em pedaços pequenos.
- Coloque um fio de óleo numa wok, leve ao fogo alto e acrescente a cebola picada. Quando começar a dourar, acrescente o takenoko, o shimeji e o shiitake. Tempere com o sal, o aji-no-moto e a pimenta do reino. Deixe refogando por mais 1 minuto.
- Acrescente o leite com o amido de milho dissolvido. Misture tudo sem parar, até que o caldo engrosse. Assim que engrossar, desligue o fogo e deixe esfriar.

Montagem:
- Utilizando um rolo, abra a massa na bancada até que ela fique bem fina. Se preferir faça isso com os próprios dedos, esticando-a.
- Com o auxílio de uma espátula, desgrude a massa da bancada - ela se soltará muito fácilmente - e forre as forminhas. Não é necessário untá-las. Com os dedos, vá apertando a massa por toda extensão das forminhas, de forma a eliminar o excesso e ficar uniformemente fina. Com o auxílio de uma faca, retire o excesso que sobrar na superfície.
- Coloque 1 azeitona e complete com o recheio até a superfície.
- Pegue mais uma porção de massa aberta, cubra toda a superfície da forminha, tampando-a totalmente. Retire o excesso com o auxílio de uma faca.
- Pincele a gema por cima e leve ao forno por 40 minutos ou até que fiquem douradas.

Uma parte será congelada para ser consumida aos poucos, bem aos poucos…. afinal nem sei quando vou encontrar takenoko à venda novamente….. já me disseram que a safra é somente em fevereiro….. oh my god!

25 maio 2010

Colheradas de bacalhau

É difícil praparar algo com o ingrediente bacalhau e não dar certo!
E não ficar delicioso!
Esse peixe tem algo de mágico e milagroso!

Ingredientes:
- 200 g de bacalhau seco
- 1 tomate longa vida médio
- 1 cebola pequena
- 1 colher (sobremesa) rasa de alho picado
- azeite de oliva extra-virgem
- 1/2 copo (americano) água para o refogado
- 1 colher (café) rasa de sal
- 1 colher (café) rasa de aji-no-moto
- 1/2 xícara (chá) salsinha
- 1 ovo extra grande
- 1/2 copo (americano) água para a massa
- 6 colheres (sopa) rasas de farinha de trigo
- 1 colher (sobremesa) rasa de fermento em pó

Modo de Preparo:
- Lave bem o bacalhau para retirar o excesso de sal. Deixe de molho na água fria por 24 horas, trocando a água constantemente.
- Escorra-o bem - pode-se apertá-lo com as mãos para retirar o excesso de água. Desfie e reserve.
- Pique separadamente a cebola, o tomate e a salsinha. Reserve.
- Numa frigideira coloque 2 fios de azeite de oliva, acrescente a cebola e o alho picados e leve ao fogo alto. Assim que ficarem dourados, acrescente o bacalhau e dê uma refogada.
- Em seguida acrescente o tomate picado, refogue por 2 minutos e acrescente a água. Tempere com sal e aji-no-moto, e assim que a água evaporar, desligue o fogo. Quando esfriar, acrescente a salsinha picada.
- Bata o ovo, acrescente a água e continue batendo. Em seguida, acrescente a farinha e o fermento e misture bem. Incorpore tudo muito bem ao refogado.
- Com o auxílio de uma colher, pegue porções da massa e frite em óleo quente até os bolinhos ficarem dourados.

Sem comentários, né?
Basta olhar a foto, ela já diz tudo!

23 maio 2010

O inverno já chegou?


Esse friozinho pede camisa de mangas longas!
As estações mais frias do ano nos deixam mais chiques!

22 maio 2010

Manjarcream Loucura dos deuses com coco

O manjarcream que preparei dias atrás ficou tão bom, mas tão bom, que a cada colherada degustada durante a semana, eu ficava imaginando uma forma de melhorá-lo ainda mais!
Pensa daqui, pensa dali, finalmente fiz algumas modificações "zinhas" e agora me parece que ficou perfeito!
Primeiro, para preparar o cream cheese, dessorei o MY iogurte caseiro por apenas 5 horas, para que ele ficasse um pouco mais mole. O soro obtido com a coagulação da massa, foi utilizado para a preparação da calda. E por fim, acrescentei coco seco ralado.

Ingredientes:
- 200 g de cream cheese caseiro dessorado por 5 horas

Ingredientes da calda:
- 2 copos (americanos) de líquido: soro da memória obtido do dessoramento do iogurte + água
- 100 g ameixas secas sem caroço
- 100 g coco seco fresco ralado
- 2 colheres (sopa) cheias de adoçante culinário
- 1 colher (café) rasa de amido de milho

Modo de preparo da calda:
- Colocar todos os ingredientes numa panela pequena, levar ao fogo e assim que começar a ferver, abaixar o fogo para o mínimo e cozinhar até a calda ficar apurada. Deixar esfriar.

Montagem:
- Incorporar o cream cheese na calda de ameixas com o auxílio de uma colher. Manter refrigerado.

Os deuses agradeceram!!!!!
E eu também!!!!!

19 maio 2010

Doce de cascas de maracujá em calda

Na maioria das vezes compramos maracujá, retiramos a polpa e as cascas vão todas para o lixo!
Muita gente não sabe que essas cascas que são descartadas, resultam num delicioso doce para ser devorado às colheradas!

Na verdade, não são as cascas que são utilizadas, mas sim, aquela parte branquinha chamada de endocarpo.
Mas…
…..o mais chato de tudo, é ter que descascá-las!!!!!
Tudo vai da sorte - pelo menos para mim que não entendo muito de maracujás!
Eu dou uma chacoalhada para sentir se estão pesadinhos e tem bastante polpa, pois a minha prioridade é a polpa, e sempre as compro seguindo este critério. Mas, voltando às cascas, as frutas de casca lisa são mais fáceis de descascar, porém, algumas vezes, estão tão duras que já cheguei a me mutilar várias vezes! Ninguém merece! Por isso é que eu acho que depende da sorte mesmo!

Ingredientes:
- 1 Kg de maracujás azedos
- 3 colheres (sopa) cheias de adoçante culinário
- 2 paus de canela da China
- 5 cravos da Índia
- 2 copos (americanos) de água fria

Modo de preparo:
- Descasque os maracujás, retirando sómente a pele (que serão descartadas). Retire a polpa e reserve para utilizar da forma que achar conveniente. Corte os endocarpos em fatias finas, em pétalas, em pedaços, enfim, da forma que preferir. Desta vez cortei em quadradinhos de aproximadamente 2 cm.
- Coloque-os numa panela de pressão, acrescente o adoçante, os paus de canela, os cravos, e finalmente a água fria.
- Tampe a panela, leve ao fogo alto e, assim que começar a liberar pressão, abaixe o fogo ao mínimo e deixe cozinhando por 10 minutos.
- Atingido o tempo, desligue o fogo e não abra a panela. Deixe que toda a pressão saia naturalmente - o ideal é fazer o doce antes de dormir, e abrir a panela no dia seguinte. Seu doce estará pronto! Porém.....
..... antes de devorá-lo deixe na geladeira por algumas horas - ou no freezer, se estiver com muita pressa! Rsrsrsrsrsrs.....

Pode dar um pouquinho de trabalho para descascar, mas vale a pena!
A calda que se forma tem uma viscosidade muito boa, sem a necessidade de se adicionar nenhum ingrediente a mais.
Tem muita gente que deixa os endocarpos de molho na água por várias horas, trocando a água de 3 a 5 vezes, com o intuito de se livrarem do amargor, mas como eu gosto de coisas amargas, nem me preocupo com isso!
Tô nem aí!
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!

18 maio 2010

Coxinha Cream

A grande vantagem da Coxinha Cream é que temos uma coxinha sem ter o trabalho de ficar recheando!
Ao invés disso - cobrimos o recheio - e de quebra, ainda "sobra" o ossinho de fora para segurar a coxinha!
Chique!

Ingredientes:
- 12 unidades de drumet de frango (coxinhas da asa)
- 1 cebola pequena cortada em 4 partes
- 1/2 maço de salsinha amarrada
- 1 colher (sobremesa) rasa de alho picado
- 3 e 1/2 copos (americanos) de água
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- 1 copo (americano) de farinha de trigo
- 2 colheres (sopa) cheias de manteiga
- 1 clara de ovo para empanar
- 1/2 copo (americano) de água
- farinha de rosca para empanar
- óleo de soja para fritar

Modo de preparo:
- Coloque a água numa caçarola, acrescente os drumets, a cebola, a salsinha, o alho picado, o sal e o aji-no-moto. Leve para ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhando por 20 minutos.
- Com o auxílio de uma peneira grande ou escorredor, escorra todo o conteúdo da caçarola, sem descartar o caldo.
- Separe os drumets e descarte a cebola e a salsinha.
- Derreta a manteiga numa frigideira, acrescente a farinha e doure levemente. Reserve.
- Volte o caldo para a caçarola, leve ao fogo, e quando ferver acrescente de uma só vez a farinha e misture até o ponto de desgrudar da caçarola.
- Com o auxílio de uma colher, passe cada drumet nesta massa de forma que ele fique envolvido e em forma de coxinha, deixando apenas o ossinho de fora. Vá dispondo todos eles numa assadeira.
- Como a massa é mole, deverá permanecer de 1 a 2 horas no freezer ou na geladeira, para que endureça e possa ser empanada. Depois que a massa ficar mais firme, também poderá ser melhor moldada com as mãos.
- Numa tigela rasa, misture bem a clara de ovo em 1/2 copo (americano) de água. Passe cada coxinha nesta mistura, e depois na farinha de rosca.
- Frite em óleo quente abundante até ficarem dourados, e deixe escorrer bem.

De-li-ci-o-so!
E totalmente crocante!
Quer uma dica?
Utilize o panko caseiro - ficarão melhores ainda!!!!!

Sopa de salmão com conchiglione

O que me inspirou a fazer essa sopa, foi um programa de TV que estava assistindo ontem de madrugada, no qual preparavam um caldo de piranha.
Esse improviso todo ficou muito saboroso, e confesso, vou repetir mais vezes!

Ingredientes:
- 200 g de filé de salmão
- 1 cebola média
- 4 pimentas Cambucí
- 2 tomates rasteiros
- 2 litros de água
- 100 g macarrão conchiglione
- 1 colher (sobremesa) rasa de sal
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- azeite de oliva extra-virgem

Modo de preparo:
- Corte separadamente em fatias finas: o filé de salmão, a cebola, as pimentas Cambucí sem as sementes e os tomates. Reserve.
- Coloque 2 fios generosos de azeite numa caçarola, leve ao fogo, acrescente a cebola e as pimentas e deixe dourar bem.
- Acrescente os tomates. Quando murcharem, acrescente a água, o salmão, o macarrão e os temperos. Abaixe o fogo.
- Quando o macarrão estiver cozido, estará pronto para ser servido.

15 maio 2010

Panelinha de arroz elétrica


Curtindo mais do que nunca minha nova aquisição, já preparei várias coisinhas: arroz branco, arroz integral, legumes no vapor...... sim, no vapor! Ela veio completinha, até com uma vaporeira para cozimentos à vapor! Não é demais?
Estava namorando ela na vitrine da loja, desde o ano passado..... nem sei porquê não comprei antes, mas desta vez fui decidido - desta vez não passava!
Ela faz até 3 copos de arroz - minhas outras panelas são todas grandes, para até 10 copos, então agora posso cozinhar pequenas quantidades sem ter que utilizar um equipamento maior.
Estou muito feliz!

14 maio 2010

Renkon exótico

Fico muito feliz quando chega a safra de alguns alimentos tão esperados! Um deles é o renkon, que já deu suas caras! E estão lindos!
Aproveitei para preparar este prato exótico e quiçá afrodisíaco. Nem dá prá explicar a loucura de todo esse umami!
Estão servidos?

Ingredientes:
- 300 g de renkon
- 400 g de takenoko descascado
- 200 g de shimeji fresco
- 200 g bacon em fatias finas
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- 2 colheres (sopa) sake culinário
- 4 colheres (sopa) molho de soja
- óleo de soja

Modo de preparo:
- Descasque o takenoko e corte em pedaços menores. Leve para ferver por 15 minutos, descarte a água e reserve.
- Desfie o shimeji em pedaços menores. Reserve.
- Descasque o renkon e corte em fatias de 0.5 cm. Reserve.
- Coloque um fio de óleo de soja numa wok e distribua as fatias de bacon uniformemente. Sobre estas, distribua as fatias de renkon, também distribuídas uniformemente. Ligue o fogo alto e deixe assim até dourar a parte de baixo, depois vire as fatias e doure do outro.
- Acrescente o takenoko e o shimeji, tempere com aji-no-moto, o sake culinário e o molho de soja. Mexa para incorporar.
- Finalize com óleo de gergelim a gosto e desligue o fogo.

O renkon ficou de grudar nos dentes!
O takenoko, apesar de não estar na sua época, tive o privilégio de ter estocado do freezer meses atrás - espertinho, né? Rsrsrsrsrsrs……..
O shimeji, como sempre cumprindo seu papel especial!
E o bacon, fritinho, deu seu diferencial!

13 maio 2010

Manjarcream Loucura dos deuses

Desta vez eu me superei!
Ou me surpreendí?
Estava doido para fazer esta sobremesa, e quando ficou pronto e experimentei, não acreditei!
Façam e opinem vocês mesmos!
Desse jeito eu vou comer 1 Kg de cream cheese por dia!!!!!!
Os deuses devem estar loucos!!!!!!


Ingredientes:

Ingredientes da calda:
- 2 copos (americanos) água
- 100 g ameixas secas sem caroço
- 2 colheres (sopa) cheias de adoçante culinário
- 1 colher (café) rasa de amido de milho

Modo de preparo da calda:
- Colocar todos os ingredientes numa panela pequena, levar ao fogo e assim que começar a ferver, abaixar o fogo para o mínimo e cozinhar até a calda ficar apurada. Deixar esfriar.

Montagem:
- Incorporar o cream cheese na calda de ameixas com o auxílio de uma colher. Manter refrigerado.

Se vocês preferirem, podem optar em simplesmente cobrir o cream cheese com a calda. Também fica espectacular!

iPod Touch


06 maio 2010

Creamliche

Hoje preparei um maravilhoso patê para comer com pães e/ou sobre torradinhas e/ou bolachinhas.
Utilizei o cream cheese caseiro feito com o MY iogurte caseiro, mas se você não quiser ter o trabalho de fazê-lo, pode utilizar o iogurte industrializado.
Hmmmmm...... bão demais da conta!!!!!


Ingredientes:
- 50 g conserva de aliche em óleo
- 2 colheres (sopa) azeite de oliva extra-virgem
- 2 colheres (sopa) óleo da conserva do aliche
- 1 colher (sobremesa) rasa de alho picado (opcional)
- 1 colher (sobremesa) rasa de aji-no-moto
- 1 colher (sobremesa) rasa de orégano

Modo de preparo:
- Desfie o aliche e misture muito bem aos ingredientes restantes. Conserve sob refrigeração.

Ficou muito bom, valorizou bem o sabor do aliche! Porque nada pior quando algum ingrediente acaba camuflando o sabor de outro né?

03 maio 2010

Hachikou Monogatari


Hoje tive a oportunidade de assistir um filme muito encantador: Hachikou Monogatari.
Me lembrei várias vezes da Tidi, meu eterno anjinho..... seu olhar, suas manias, suas maneiras.....
Lágrimas e mais lágrimas rolaram...... não me recordo de ter chorado tanto assim ao assistir um filme!!!!!
Antigo, de 1987, sob a direção de Seijiro Koyama, o filme conta a história verídica da vida de um cachorro chamado Hachikou, nascido num bairro da Província de Akita.
Em 1924, o cachorrinho foi entregue à família de um professor da Universidade de Tokyo, e ao crescer, habituou-se a acompanhá-lo de manhã, da porta de sua casa até a estação de trem de Shibuya, retornando para encontrá-lo ao final do dia.
Em maio de 1925, um ano e quatro meses depois, o professor sofre um derrame súbito e não retorna em seu usual trem, como de costume. Mas Hachikou continua no seu dever de buscá-lo na estação de Shibuya, todos os dias, procurando a figura do professor Ueno entre os passageiros.
Por dez anos contínuos Hachikou aparecia ao final da tarde, precisamente no momento de desembarque do trem na estação, na esperança de reencontrar-se com seu dono. E foi exatamente lá que Hachikou envelhecido, fraco e doente, finalmente partiu ao encontro de seu dono.
Sinônimo da fidelidade em todo Japão, em 21 de Abril de 1934, uma estátua de bronze de Hachikou foi erguida em frente ao portão de bilheteria da estação de Shibuya. Lamentávelmente, durante a Segunda Guerra Mundial, em abril de 1944, ela foi removida e derretida para produção de armamentos. No entanto, em 1948 uma réplica foi feita por Takeshi Ando, filho do escultor original, e reintegrada no mesmo lugar da anterior, em uma cerimônia em 15 de agosto, e encontra-se até hoje na Estação de Shibuya, em Tokyo:

Frango de Beijing a passarinho

O prato principal de hoje foi um frango a la chinesa, que deve ser preparado lentamente, pois requer um pouquinho de paciência, mas vale a pena!
Prepare num daqueles dias em que você tem mais coisas para fazer na cozinha, ou próxima dela, pois apesar de levar um tempinho a mais, você não precisa ficar se dedicando o tempo todo ao prato, mas sim, em intervalos de tempo.
Prefira pedaços de frango com a pele, ficarão mais deliciosos, crocantes e dourados!
Também, pedaços que não tenham carne em excesso, como por exemplo, o peito, que além de tudo, fica ressecado.

Ingredientes:
- 1 Kg de frango a passarinho em pedaços grandes
- 1/2 limão tahiti
- 1/2 copo (americano) água
- 3 colheres (sopa) rasas de adoçante culinário
- 1/2 xícara (chá) molho de soja
- 1/2 xícara (chá) vinagre de arroz
- 3 paus de canela da China
- 1 colher (sopa) rasa de sal

Modo de preparo:
- Primeiro prepare a marinada: corte o limão em fatias finas e coloque-as numa panela pequena com a água, o adoçante, o molho de soja, o vinagre de arroz, os paus de canela e o sal. Leve para ferver, reduza o fogo ao mínimo e cozinhe por aproximadamente 20 minutos. Reserve.
- Coloque os pedaços de frango numa tigela grande e despeje água fervente o suficiente para cobrí-los. Deixe por 5 minutos. Escorra toda a água.
- Pincele os pedaços com a marinada até que os estejam completamente revestidos.
- Aguarde 1 hora e repita o processo.
- Transfira-os para uma assadeira untada com óleo, e asse em forno alto por 20 minutos.
- Vire os pedaços e pincele abundantemente com a marinada. Asse por mais 20 minutos. Descarte todo o caldo que se formou na assadeira.
- Abaixe o forno para o médio, vire os pedaços e pincele com a marinada abundantemente, de 20 em 20 minutos, por mais 1 hora.

No começo, os pedaços de frango ficam pálidos, mas com o decorrer do tempo eles vão adquirindo uma cor maravilhosa, até atingirem o Grande Finale, quando finalmente serão abocanhados!!!!!

Crumble de maçãs

Hoje preparei uma sobremesa com uma fruta da época, a maçã Gala, e que não tem tanto carboidrato, uma coisinha mais moderada!
Ficou bem leve e muito saboroso!
Prepare, deixe na geladeira, e depois você me conta.....

Ingredientes:
- 4 maçãs Gala
- canela da China em pó
- 2 colheres (sopa) cheias de manteiga gelada sem sal
- 1 xícara (chá) adoçante culinário
- 1 xícara (chá) farinha de trigo
- 1 colher (café) rasa de sal
- 1/2 colher (chá) rasa de noz moscada ralada

Preparo:
- Corte as maçãs em fatias finas com a casca. Reserve.
- Forre uma assadeira com papel alumínio para facilitar a limpeza posterior, e unte com manteiga. Disponha as fatias de maçãs, polvilhe a canela por cima a gosto. Reserve.
- Numa tigela, misture sómente até incorporar, a manteiga, o adoçante, a farinha de trigo, o sal e a noz moscada. Distribua esta massa grosseiramente por cima das fatias de maçãs.
- Leve ao forno médio por 40 minutos ou até que fique dourado.

O resultado é uma massa deliciosamente amanteigada, que quando colocada na boca juntamente com as fatias de maçãs assadas, causa uma sensação incrível de gula!!!!! Kkkkkkkkk!!!!!!

02 maio 2010

Lamen com acelga e shiitake

Minha gororoba da madruga está se tornando mais requintada!
O shiitake sempre dá um gosto todo especial a qualquer prato - é o tipo de ingrediente que não enjoa - vicia, isso sim!

Ingredientes:
- 80 g de lamen
- 4 folhas grandes de acelga
- 3 shiitakes grandes
- 300 ml de água
- 4 fios de shoyu
- 1 colher (sopa) de sake para cozinha
- 1 colher (sobremesa) rasa de hondashi
- 1 colher (café) rasa de aji-no-moto
- 1 colher (sobremesa) rasa de cebolinha finamente picada
- 1 colher (sobremesa) rasa de sementes de gergelim pretas

Modo de preparo:
- Corte o shiitake em pedaços menores. Reserve.
- Numa panela pequena, coloque a água e o shiitake, tampe, leve ao fogo e deixe ferver.
- Enquanto isso, corte a acelga em quadrados de mais ou menos 3 cm (grosseiramente). Reserve.
- Quando a água ferver, coloque o shoyu, o sake, o hondashi e o aji-no-moto. Em seguida, o lamen e por cima a acelga cortada. Tampe a panela, abaixe o fogo e cozinhe por 3 minutos.
- Transfira o conteúdo para uma cumbuca, polvilhe a cebolinha e as sementes de gergelim, e regue com 2 fios de óleo de gergelim.

Pessoal, isso cai tão bem de madruga, que vocês não fazem idéia!