20 março 2013

Kamaboko caseiro de tilápia



Há muito tempo que venho querendo preparar meu kamaboko caseiro, mas sempre que passava na peixaria, não encontrava nenhum peixe apropriado para isso.
Hoje, quando ví aquelas tilápias fresquinhas, não tive dúvidas! Mandei tirar o filé e pensei: de hoje não passa!
Pode ser preparado também com outros tipos de peixes brancos, contanto que sejam frescos e firmes.
Antes que vocês achem estranho, meu kamaboko, não foi moldado sobre a tabuinha típica desse alimento, pois eu não providenciei uma! Achei desnecessário, já que seria para consumo próprio e esse detalhe não iria alterar seu sabor, que ficou perfeito! Se não idêntico ao comprado nas lojas orientais, melhor!
Mas o visual...... me desculpem!!!!! Levemente desengonçado, a cor puxando mais para o kanikama..... coisas de novato na área! Kkkkkkk.......
Renderam 3 unidades!

Ingredientes:
- 750 g de filé de tilápias frescas
- 100 ml de água
- 2 claras de ovos grandes
- 2 colheres (sopa) rasas de adoçante culinário
- 1 colher (sopa) rasa de sal
- 2 colheres (chá) cheias de aji-no-moto
- 90 g de amido de milho
- anilina vermelho forte (opcional)

Modo de preparo:
- Processe o filé de tilápia até obter uma massa. 
- Continue processando, acrescentando a água em 2 vezes.
- Junte as claras e continue processando.
- Quando a massa começar a ficar compacta, acrescente o adoçante, o sal e o aji-no-moto. Continue processando e acrescente o amido de milho.
- Quando a massa estiver lisa e uniforme, transfira-a para um filme plástico de 30 x 30 cm, formando um quadrado de 20 x 20 cm:


- Pincele opcionalmente toda a superfície com uma mistura de anilina e água.  Isto dará um acabamento interno, ao mesmo tempo que o deixará visualmente mais apetitoso. A tonalidade fica a seu critério: pode ir do rosa claro ao vermelho:


- Com o auxílio do próprio filme plástico, enrole a massa cuidadosamente como se fosse um rocambole - ela gruda no filme plástico, portanto, vá com calma: desgrudando e enrolando. Se preferir, coloque por baixo uma esteira para enrolar sushi - isso dará mais firmeza.
- Pincele opcionalmente a superfície superior com uma mistura de anilina e água, para dar o acabamento externo, lembrando que após o cozimento, a cor tende a clarear devido ao vapor:


- Descarte o filme plástico, coloque a massa numa panela de cozimento a vapor e cozinhe em fogo baixo por 20 minutos.
- Passado o tempo, abra a panela e retire cuidadosamente a grade com o peixe, que provávelmente estará grudado na mesma. Com o auxílio de uma espátula, desgrude cuidadosamente o kamaboko e mergulhe-o numa bacia com água e gêlo por alguns minutos. Mantenha sob refrigeração em recipiente tampado.
Pode ser congelado, mas fica borrachento, portanto, o ideal é preparar uma quantidade que seja consumida em poucos dias.

Muito utilizado em sopas ou cozidos japoneses, também pode ser consumido como petisco simplesmente fatiado e temperado com aji-no-moto, molho de soja e sumo de limão.

4 comentários:

  1. Obrigado!!
    Fazia tempo que procurava uma receita de kamaboko.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Bruno Morais. Depois nos conte como ficou o seu!

      Excluir
  2. vou tentar fazer....a minha pergunta é o seguinte....o tiqua ou tikua é a mesma massa,do kamaboku...como eles conseguem aquele furo no meio...tem alguma forma e ele é frito?tem uma casquinha propria cor de que foi fritada..parece

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá juca pinduca, o chikuwa é uma variante do kamaboko. Ainda não postei nada sobre ele, provávelmente futuramente irei fazê-lo.

      Excluir